terça-feira, 12 de outubro de 2010

Prêmio de Publicidade (?)

Por favor, me ajudem a entender. Qual a finalidade real do Prêmio Diário do Pará de Publicidade? Porque eu, sinceramente, não entendi até hoje.
Quem seleciona os anúncios? Como decidem que um anúncio que é apenas um comunicado, por exemplo, é o grande selecionado?
Quais são os critérios, God?
Como é que um outro anúncio cujo layout é fornecido pela agência de São Paulo, é escolhido para a categoria Varejo?
Como é que o mercado (agência e cliente) vê esse prêmio diante de um critério tão vago como "ideia brilhante"?
Como é que você, publicitário, que reclama das limitações de gerentes de marketing e da falta de visão dos clientes, vai voltar de Cannes depois desse prêmio?
Eu sinceramente não entendo.
Porque, na minha cabeça, este prêmio não está funcionando como deveria. Eu posso até estar errada. E se você quiser arriscar uma boa explicação, fique à vontade.

23 comentários:

Renam Penante disse...

tá na cara que esse prêmio é uma grande farsa! Quem escolhe os ganhadores são "marketing" das grandes empresas/anunciantes daqui. Então, é claro que eles elegem as agências que trabalham pra eles, daí tu tira porque de tanta coisa "estranha" selecionada. Já nem acompanho mais os selecionados porque sei que esse prêmio não vale nada, é mais uma grande camaradagem entre anunciantes/agências

Washington disse...

Lá em Goiás existe um prêmio chamado "Top Marketing", que funciona neste mesmo sistema do Diário do Pará, com a diferença de que empresas de qualquer ramo podem participar, desde que estejam de acordo com o regulamento e que paguem uma "taxa de inscrição" bem salgada. Engraçado que todos os anos todos os inscritos ganham rs.

Acauã Pyatã disse...

Olha, eu não ia falar nada, mas já que puxaste o assunto e deste a oportunidade hehehe O Problema aqui se chama HIPOCRESIA e farsa... tanto do veículo que é o Diário/RBA (seria a mesma coisa se fosse O Liberal / ORM) e a casadinha com as agências preferidas da cidade, que se rotulam "criativas e inovadoras" mas que só fazem copiar e colar o que outras pessoas já fizeram ai fora (e não tem nenhuma que se salve).
Daí a questão... um dos dois grandes veículos hipócritas da cidade, fingindo premiar suas queridíssimas agências, FANTASIOSAMENTE "criativas e inovadoras".
Quer saber, deviam pegar essa velharada que está ai e botar tudo pra fora, pois só assim para por fim nesse mar de hipocrisia, tanto dos veículos, quanto das agências. E falo mesmo! Não preciso de agência nem do Diário pra viver, e não são eles que pagam as minhas contas! #Fui

Fabio Bastos disse...

Realmente...
O critério de seleção tá parece aquele da marca da Copa de 2014...nebuloso...
Eu mesmo nem acompanho mais. O que no início me pareceu um estímulo para melhorarmos o nível criativo do nosso mercado aparentemente desceu pelo ralo...Mas como eu não gosto de ter aquela visão pessimista do nosso mercado que já se tornou clichê no meio, espero que os organizadores estejam acompanhando nosso comentários e dêem um jeito de reverter isso. Viva a esperança!

João Paulo Guimarães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

O prêmio é apenas uma maneira do Diário do Pará inflar um pouquinho mais os egos, já inflados, dos publicitários de Belém.
Tu cria um prêmio pra "incentivar" as agências a anunciarem no teu jornal, mesmo as vezes não sendo o veículo de divulgação mais indicado àquele(a) cliente/situação, afinal, até pouco tempo, nem se ouvia falar de premiação no Pará e todos querem ter essa "honra" de ser premiado.
Ou talvez nem seja querer ter o ego inflado, talvez seja apenas a única forma do publitário daqui ser reconhecido, pois o salário o reconhece como um pedreiro; o cargo (Diretor de Arte), de diretor só tem o nome; e isso trabalhando tanto quanto um plantonista. Resumindo, tu és Diretor, trabalha como um plantonista e é remunerado como um pedreiro.
Ah, e greve, só se for de fome, e logicamente forçada pela falta de dinheiro pra comprar comida.

Anônimo disse...

Você quer mesmo saber o que pensamos ou você quer aqueles comentários bobos que tendem a ficar passando a mão na cabeça dos amiguinhos dos ditos publicitários paraenses?

Anônimo disse...

premio diário do pará
requisito:no mínimo 1/4 de página

resultado:as agencias procuram por anuncios de 1/4 de página para participarem

ou seja, mais grana pra diário.

resumindo: o diário do pará é muito malaaandro!!!

Anônimo disse...

Gente, eu pensei q fosse um blog de publicitário para publicitário. Quem é esse "alemão" falando mal dos meus colegas? Olha, vou dizer uma coisa, acho válida a tentativa do Diário de fazer um prêmio, óbvio que os critérios são questionáveis. Mas isso sempre rola em prêmios. Certamente que toda categoria profissional tem os bons e os não tão bons. E, todos nós gostaríamos de ganhar mais. Mas isso é em todo o país. Porém, acho que tudo seria diferente se os profissionais de marketing realmente entendessem de propaganda. Vejo tanta coisa boa sendo reprovada pq fulanos não sabem o que estão fazendo. E tenho dito.

Anônimo disse...

galeraaa parem de ser "bobinhos", é claro,nitido que isso tudo é uma farsa.Não existe espaço nenhum para novos talentos,novos publicitários,novos criativos.
As agências são como os URUBUS do ver-o-peso em cima de carne nova(dos funcionarios e estagiarios).Pegam as ideias vendem e ainda ganham premios com o trabalho e esforço de terceiros...
Sou Publicitária e sei muito bem como é tudo iSSo.
além das agências serem pilantras,as emissoras tbm são.Então ninguém tem que ficar assustado com nada...é tudo farinha do mesmo saco.
é a mais podre jogada de mestre entre eles.e quem é enganado nisso tudo são os otarios que ainda acreditam.

Anônimo disse...

hahahaha...
Quer saber,né??! Pergunta pro Marinaldo. Ai sim você entenderá quando sua empresa não tiver como fechar o anúncio de homenagem ao aniversário do Diário.

Diego Aguiar disse...

Esse prêmio é uma vergonha, assim como o Prêmio Diario de Fotografia o qual elegeu um fotografo da casa como vencedor, a idoneidade passou longe do Diario, aposto que nesse é a mesma coisa, infelizmente continuamos sendo desrrespeitados como profissionais e como cidadãos porque isso é achar que todo mundo é imbecil...

Anônimo disse...

assim como o prêmio Diário do Pará de fotografia, outra grande farsa!

#DIARIOFAIL

Anônimo disse...

Pessoal esperou passar 6, 7 meses, viu que seu nome não saiu no prêmio agora estão aqui despeitados, só reclamando hahahaha.
Esse tipo de publicitário (carente, recalcado, frustrado) ainda reina em Belém, infelizmente.
Não que eu esteja defendendo o prêmio, ou qualquer coisa assim, até pq dá pra ver várias falhas no regulamento preguiçoso, mas só o fato de haver um primeiro passo já é sim uma forma de mostrar o que o Pará tá fazendo de atual na mídia jornal.
Pergunte pra si mesmo se concorda com todas as peças super elogiadas que há no CCSP? Duvido que concorda. A não ser que seja de outra laia publicitária belenense: os que só sabem reclamar da falta de tempo, do atendimento ruim, do 'bife mal passado' e do sonho de ir pra nova Salinópolis, São Paulo.
Voltando ao prêmio, se é comprado, se não é, se tem conchavo e patotinha pra escolher um ou outro é outro papo. Agora parem de recalque, e vão trabalhar quié. O negócio é ter pelo menos o mínimo de ética pra não dar ser nome a uma coisa que vc não fez, tirando isso, é besteira tanto alarde. E a pergunta fica pra esse bando de publicitário acostumado a exercitar o 'ócio criativo': preferiam ficar sem nenhuma iniciativa!?

Anônimo disse...

Isso é despeito de quem não foi selecionado! Melhor o Prêmio do que nada!!

Anônimo disse...

Sim, prefiro ficar sem nenhuma iniciativa do que com esta furada. Ou melhor, com a iniciativa das pessoas que batalham, batem cabeça, defendem seus trabalhos para clientes e conseguem a difícil e suada aprovação. Devido nosso mercado isso sim é um prêmio e não esta farsa do Diário. Reconhecimento vem de um trabalho bem feito e não de uma iniciativa nada confiável.

E tens razão, é um primeiro passo sim, só que pra trás. Respondido? Então, abraço.

Anônimo disse...

Já conseguiram entender porque é que TODA VEZ que alguem tenta anunciar no Diário qualquer novidade de empreendimento (principalmente os menores), eles te impedem de botar a palavra "LANÇAMENTO" no anúncio ?? Ainda vem com o papo-furado que é norma e convenção do Jornal.

Engraçado é que com os "grandes" o que mais tem é a palavra priobida Alguém aí já passou por essa?

O motivo da premiação parece a mesma chave da resposta acima que vocês tanto compartilham.

[]s

Anônimo disse...

Lendo as postagens sobre o Prêmio Diário do Pará, chego facilmente a conclusão de que trata-se de comentários de um monte de ignorantes, com a devida exceção, que estão totalmente desatualizados e por fora do mundo da publicidade do Pará. O prêmio foi lançado em evento público do qual participei. Nesse evento, para o qual foram convidadas todas as agências de propaganda do Estado do Pará, foram apresentados com muita clareza todos os critérios, os quais foram amplamente divulgados no jornal Diário do Pará para que não ficasse nem um tipo de dúvida. O objetivo do prêmio é valorizar as agências do Pará. Por isso não participa nenhuma agência de outros estados. O corpo de jurados é formado pelas pessoas mais experientes do ramo que estão no Pará e essas pessoas não podem votar em anúncios da sua própria empresa ou da sua agência. Meu Deus, quanta ignorância publicada em um site só. Há até quem compare o prêmio de publicidade com o Top de Marketing. GENTE! QUANTA IGNORÂNCIA. Um não tem nada a ver com o outro. Top de Marketing não é prêmio de publicidade, mas de projetos de marketing. E só para que esse bobo alegre aprenda um pouco, o Top de Marketing não existe só em Goiás. É um prêmio da Associação dos Dirigentes de Venda do Brasil - ADVB, que está presente em todo o País, inclusive aqui no Pará. Existe o Top de Marketing nacional, o qual já tive a honra de receber mais de uma vez, e o Top de Marketing Regional, que também já recebi mais de uma vez aqui em nosso Estado. VÃO LER E ESTUDAR, BANDO DE IGNORANTES! Ao invés de ficarem felizes por uma iniciativa que valoriza nossos profissionais, ficam jogando lama na primeira oportunidade que surge nessa área. Sejam profissionais competentes e éticos e apresentem sugestões para melhorar essa tão importante iniciativa e não simplesmente procurem enterrar a primeira oportunidade que os publicitários têm em nosso Estado.

Oportunidades Belém disse...

"O corpo de jurados é formado pelas pessoas mais experientes do ramo que estão no Pará e essas pessoas não podem votar em anúncios da sua própria empresa ou da sua agência."

Anônimo querido de 09:41h, o corpo de jurados é feito por pessoas do departamento de marketing de algumas empresas grandes de Belém, por marketeiros do próprio Diário do Pará, e por pessoas cujo interesse é valorizar quem mais anuncia e não o que MELHOR anuncia. Isso não é valorizar as agências. Isso é chamar publicitário de tonto. É chamar um redator, que cria o título "Corra" como trocadilho pra vender carro de super criativo.
O que você leu aí em cima é resposta do mercado publicitário. Essas pessoas que você chama de ignorantes e burras são as mesmas para quem você diz "estamos valorizando vcs".
Só falta você dizer agora que a qualidade dos anúncios melhorou por causa do Prêmio.

Que o prêmio é uma iniciativa, que é o primeiro passo para realizar algo melhor, disso eu não tenho dúvida. Mas fazer os publicitários de palhaço escolhendo anúncios que melhor se encaixam na politicagem do Diário e no gosto sem critérios de diretores de marketing de empresas, bom, isso não é o melhor caminho para um GRANDE prêmio.

Ainda falta bastante pra chegar lá. Ainda falta ouvir, DE VERDADE, o público para quem vocês estão falando. E não apenas chamá-los ou tratá-los como ignorantes.

Concordo com UMA coisa que você falou: apresentar sugestões pra melhorar esta iniciativa. Mas aí pergunto: vocês estão dispostos a ouvir de verdade? Ou vão simplesmente chamar todos que criticam de "bando de ignorantes"?

Se vale de algo, fica a dica aos organizadores do Prêmio: conversem com esse público. Conversem com quem faz esses anúncios. E não estou falando da menina que trabalha na Mídia, tampouco com o Atendimento da agência. Se vocês realmente se importam com quem está participando desse prêmio, saibam lidar com quem está criando os anúncios que vocês recebem e descubram o que é verdadeiramente importante pra eles. E não para os seus próprios interesses.

Anônimo disse...

so uma provoçåo : a menina que trabalha na Mídia, e o Atendimento tambem nao sao publicitarios ? pelo menos dveriam ?

Oportunidades Belém disse...

Falei de Mídia e Atendimento porque esse prêmio, teoricamente, é pra criação. Se fosse um prêmio pra Mídia, Atendimento ou Planejamento os critérios seriam outros. Esse prêmio é só pra quem é de criação. Sacô?

Anônimo disse...

a novidade do premio agora é que se a gente critica e eles mandam a agencia demitir. ja soube de dois amigos com esse problema. esse premio veio pra revolucionar ou pra trazer de volta a censura?

Acauã Pyatã disse...

Bom... irei me manifestar novamente. O fato é: Eu, como profissional de comunicação primeiramente e também de propaganda não reconheço esse prêmio nefasto, pois é muito simples criar algo enaltecer o que? No meu entendimento simples relações comerciais... Tudo que vem dos dois feldos da comunicação local é questionável... Os profissionais de propaganda de nossa cidade não são tão valorizados neste processo quanto as agências, que diga-se de passagem, são as menos importantes nisso tudo, sim, pois um publicitário sem agência continua sendo publicitário, mas uma agência sem publicitários o que é? NADA...
Concordo com o que muita gente ai em cima disse, só acho que deveriam comentar sem utilizar o anonimato... afinal somos nós profissionais que fazemos o mercado fluir, não agências ou veículos. PS:. Se alguém for me dalhe, faça-o com jeitinho hauahua