quinta-feira, 5 de março de 2009

De dar inveja

Direto da M&M online.

Minas Gerais cria Clube de Planejamento de Comunicação

O mercado publicitário mineiro passa a contar com o Clube de Planejamento de Comunicação de Minas Gerais (CPMG). A entidade nasce com a proposta de promover e desenvolver a disciplina de planejamento e a profissão de planejador no estado, tendo como inspiração os Acccount Planning Groups do Reino Unido (APG-UK) e dos Estados Unidos (APG-US).

A primeira reunião do clube está prevista para 24 de março, na sede do Sindicato das Agências de Propaganda de Minas Gerais (Sinapro-MG). Na oportunidade os profissionais fundadores formalizarão a criação do CPMG e definirão a composição de sua primeira diretoria.

Fazem parte do grupo de fundadores do clube Adriana Girão (Lápis Raro), Adriana Machado (Tom Comunicação), Gustavo Jabrazi (Filadélfia), Mônica Carneiro (Fala!) e Marcus Vinicius Ribeiro (Fala!). Ainda apóiam o projeto Daniel Artur (AlmapBBDO), Ana Paula Cortat (Leo Burnett) e Ken Fujioca (JWT).

7 comentários:

Carol Cecílio disse...

Realmente, de dar inveja. Seria muito interessante ver a profissão de planejamento crescer no nosso mercado!

:}

Anônimo disse...

É bom saber que outros Estados, além de São Paulo, Rio, Curitiba e Porto Alegre - que são os Estados que eu tenho conhecimento do interesse dos planejadores se organizarem para discutir os rumos da disciplina e unir os profissionais no intuito de elucidar os estudantes, clientes, e até mesmo os colegas de trabalho sobre a importância do planejamento no processo de comunicação. Isso mostra que a disciplina está em expansão e que os mercados estão se preparando pra atender as demandas cada vez mais exigentes com relação à defesa de conceitos e estratégias adotadas pela agência na hora de apresentar e discutir com o cliente a sua pertinência, e não somente ouvir um "po, docaralho" do cliente seguido de um "deixa eu dar uma olhada nos orçamentos?" pra ver se vai rolar ou não.

Aqui em Belém eu vejo que nós já conseguimos engatinhar com relação a esse pensamento. Apesar das características do nosso mercardo não ajudarem, já vemos um interesse de algumas pessoas em tocar no assunto planejamento, fazê-lo, mostrar pro cliente, defendê-lo, e tentar "catequisar" alguns empresários sobre a importância de uma estratégia bem feita. Claro que não é fácil. Aqui na agência, por exemplo, dentro das nossas possibilidades de colher informações sobre o negócio do cliente e das práticas de consumo do seu consumidor, nós costumamos discutir sobre isso, preparar uma apresentação de estratégia bem formulada pra campanha, além das peças e do orçamento (por muitos, o mais esperado).
Há poucos meses eu assisti a uma mesa redonda que tinha como participantes o Pedro Galvão, e os gerentes de marketing da Claro e do Shopping Castanheira. Achei muito interessante, porque além de mostrar alguns cases a discussão rendeu vários momentos em que os três defenderam a importância do planejamento de comunicação e como essa prática pode tornar a vida dos clientes e agências mais saudável e rentável. Analisando o lado de agência pude notar que, além da gente, o Pedro já tem um pé no planejamento e usa isso como arma, inclusive em peças. Bem bacana, tomara que haja bem mais profissionais “antenados” nesta tendência e que a gente consiga aos poucos tornar essa prática valorizada.

Pela falta de oportunidade de discussão e carência de uma preparação voltada para o planejamento aqui, houve pessoas que resolveram parar de esperar, juntaram um pouco de coragem, grana e foram pra Sampa se qualificar e aos poucos estão começando a contar a sua história por lá. Eu sei que já tem gente no planejamento da DM9DDB, Nestlé, e mais uma moça que fez o Bootcamp (curso da Miami Ad School para planejadores) e que está empregada (ou estagiando, não tenho certeza).

Alguém mais se interessa por planejamento de comunicação? Uni-vos.

Brunno Apolonio

raffael regis disse...

égua brunno, eu sabia que tu ia comentar nesse tópico! :D

viva os planejadores que facilitam o trabalho da criação.

Carol Cecílio disse...

Brunno, to entrando no mercado ainda, beeem devagar. Mas é uma area que me interesso pra dédéu. só não vejo as oportunidaes ;| Já pensei em fazer esse curso de Miami Ad School, mas ainda não dá (meio carinho). Mas deve ser válido ne?

Anônimo disse...

corrigindo: É bom saber que outros Estados estão se interessando*

Brunno Apolonio

Anônimo disse...

Carol, nas oportunidades que tive de conversar com pessoas que fizeram o Bootcamp, todos deram certeza de que o curso é válido, que o valor do investimento (por mais que salgado) é justo, e que te dá um bom preparo prático do funcionamento do planejamento. Mas é claro, é só um curso, você não precisa fazer Bootcamp pra ser planejadora. Outro curso bastante útil para os planners é o Ciências do Consumo Aplicadas, também da ESPM. Dá uma olhada na grade. Além destes, existe um curso livre de Planejamento na Lemon School (Curitiba) e os workshops, cursos, palestras, e conferências organizadas pelo Grupo de Planejamento de São Paulo. Enfim, são alternativas. Fazendo uma pesquisa a gente acha MBA’s e cursos livres de antropologia, semiótica, sociologia, economia, que também são muito úteis pra entender como as decisões e processos de consumo são realizados.

Se você tiver interessada nós podemos trocar links de referências e bater um papo.

Brunno Apolonio

Carol Bee disse...

Interessadissima.

Obrigada pelas dicas, dois sites que frequento muito são esses q citastes: ESPM E Lemon school, mas da lemon nunca tinha ouvido falar além do site.. bom ter referencias de la, porque acho bem interessante.

me adiciona no msn carol_abelha@hotmail.com ou me manda um email pra carolcecilio@gmail.com pra gente poder conversar sobre isso?

obrigada brunno :}


Carol Cecílio