sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Mãozinha do OB

Como eu digo no perfil do blog que aceito gritos desesperados de ajuda, faço minha parte publicando-os. Abaixo você lê o e-mail reduzido de um profissional com um excelente currículo, mas que precisa de uma oportunidade pra mostrar o que sabe. Se você tem algo em sua agência, é só entrar em contato.

Escrevo porque tô precisando de uma mãozinha. Nunca trabalhei em agências, apenas estagiei quando acadêmico. Confesso que foram experiências breves, não por incompetência, mas por não querer pagar para trabalhar. Por isso, ao me formar, tornei-me professor substituto na Universidade Federal do Ceará (ou seja, continuei pagando pra trabalhar mesmo depois de formado) e em seguida parti para São Paulo - pra fazer o tal mestrado. Logo depois fui para Minas, conhecer o mercado de lá e atuar, mais uma vez, como professor. Agora cheguei a Belém, e adivinha? Bom, escrevo para saber se há alguma vaga em qualquer área na qual me considero apto: planejamento, criação, mídia e produção. O que quero, de imediato, é experimentar o mercado publicitário paraense para enriquecer minhas aulas na universidade onde leciono. O resto é consequência. E que sejam muitas.

Grato pelo espaço.

Edmundo Benigno
Publicitário pela Universidade de Fortaleza
Mestre em Comunicação Contemporânea pela Faculdade Cásper Líbero em São Paulo
Ministra aulas de Planejamento em Propaganda, Mídia, Criação e Redação Publicitária. Já ministrou aulas das disciplinas de Programação Visual, Rádio, Produção Publicitária em TV e Cinema, Produção de Documentários, Propaganda e Marketing Online e Design de Embalagem.
Freela em criação publicitária, design gráfico e marketing político.
Contatos: (91) 9104.2265 edmbn@hotmail.com

10 comentários:

Flávio Oliveira disse...

O Edmundo tem um currículo interessante. Mas vai uma dica:

Nunca diga que está "precisando de uma mãozinha". Tem muito "carcará" no mercado publicitário de Belém. Empresário pilantra mesmo.

Gente pra te oferecer 800 reais não faltará. Sem se falar em "diretores de criação" analfabetos que irão morrer de inveja por causa do teu currículo.

Esses, provocam tua demissão na menor oportunidade. Só relembrando Zé Ramalho, em Belém nossa profissão é suja e vulgar.

No final, você ainda tem que dizer ao patrão: "pague meu dinheiro
E vista sua roupa..."

Mas, de qualquer forma, seja bem vindo a esta apital. Costumo chamá-la de capital das raposas felpudas.

Ainda estou a observá-la.

Flávio Oliveira
http://diariodebelem.blogspot.com

João Paulo Guimarães disse...

seja bem-vindo!

José Calazans disse...

desejo que você realize a sua vontade
e espero que o mercado e você possam aprender um com o outro

Anônimo disse...

Pô o Flávio Oliveira falou tudooooooooooooooooooooooo.........
Sem comentários.

Anônimo disse...

é impreessioante... esse flávio oliveira é o maior mala que tem aqui.
to começando a achar que é frustrado por não ser publicitário.
o cara gota de falar mau de todo mundo.
in-su-por-tá-vel.

Anna Luiza.

Anônimo disse...

o anônimo das 23:23 certamente não conhece esse mercado, se conhece faz de conta que não, pois em boa parte o flávio está certíssimo. Quem escreveu isso se chama mesmo Anna Luiza? kkkkkkkk.....

João Vieira

Anônimo disse...

iiii flávio acho que agora vc tocou na ferida do "diretor analfabeto".

Rubens

Anônimo disse...

falar mal é uma coisa e dizer a realidade é outra, já trabalhei em muitas agências e concordo com o flávio, lá pras bandas da doca tem diretor de criação exatamente com o perfil que ele falou. É que ler a verdade dói...

Elena
ellena_virtual@gmail.com

Anônimo disse...

Aprende a escrever, Anna Luiza (se é que vc não é um dos "diretores analfabetos". O Flávio é chatinho mas pelo menos ele escreve bem. Reescreve teu texto e posta novamente.

Roberto

Anônimo disse...

O Ed é um professor maravilhoso, fui aluna dele na unama. Competência e profissionalismo de sobra.

:)

Força!