quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Piso e teto salarial

Alguns meses antes da discussão sobre freela, cooperativa, donos e empregados de agência, Jorge Sá e eu conversávamos a respeito dos salários que os profissionais da nossa área ganham aqui em Belém. Adiamos o post, mas, embalados pelo debate sobre salários e reconhecimento destes publicitários, resolvemos retomá-lo estimulando não uma enquete, mas uma pesquisa aberta e útil a todos. Já recebi dezenas de e-mails com dúvidas de salários nas agências de Belém. A questão paira pela cabeça de muitos novos (e até velhos) publicitários e este post de utilidade pública pode ajudar muita gente.

Vamos ao ponto: deixamos aqui um espaço aberto para que todos os nossos colegas de profissão exponham, obviamente como anônimos, suas funções e respectivos salários.

Para ajudar a enquadrar as funções e assim termos uma noção mais precisa de salários compatíveis, listamos aqui os cargos. Escolha o seu pelo nome ou número, vá aos comentários e, como anônimo (repito) diga quanto ganha.

1. Estagiário de criação
2. Assistente de arte
3. Diretor de arte
4. Arte-finalista
5. Redator
6. Revisor
7. Diretor de Criação
8. Assistente de Mídia
9. Mídia
10. Produção gráfica
11. Produção eletrônica
12. Produção (gráfica e eletrônica)
13. Tráfego
14. Assistente de Atendimento
15. Atendimento
16. Assistente de Financeiro
17. Financeiro
18. Jornalista (assessoria de imprensa)


Definição de quanto ganha: é o valor que você combinou com o seu patrão no dia da entrevista. Se quiser dizer quanto assinam na carteira e quanto dão por fora, melhor ainda.

O nome da agência não é necessário. Repito: não é necessário. Pode passar pela sua cabeça falar onde você trabalha para difamar ou exaltar sua agência, pois bem, não precisamos disso - os comentários continuam sendo moderados. O ideal é que você diga, por exemplo, se a sua agência é nova, grande ou pequena, quantos grandes clientes, quantos funcionários e anos de mercado. Tudo isso já ajuda bastante. Se você trabalha em jornal, bureau, produtora e outros, acrescente o que achar necessário.

A ideia do post é ajudar a entender melhor nosso mercado, saber qual o piso e teto salarial, se o que você faz condiz com o que você cobra e por aí vai.

Faça sua contribuição. Como anônimo, digo mais uma vez.

Se você é dono de agência ou mulher dele e concorda ou não com o que está sendo dito aqui, comente também.

Eu não vou ser a primeira a comentar, aviso logo. rsrs. Conto com vocês e espero que o post seja útil.

108 comentários:

Anônimo disse...

Sou Diretor de Arte tabalhando em agência de médio porte ganhando R$ 2.000,00. Já incluso auxílio combustível.

Anônimo disse...

Seguinte pequenos, há um tempo atrás essa curiosidde me levou a fazer essa pesquisa e vou dizer que existem um piso básico de R$ 1.500, tanto para diretores de arte quanto redatores, então pronto.

Anônimo disse...

Sou redatora de uma grande agência e ganho R$ 3.500/mês.

Anônimo disse...

sou assistente de arte e ganho 2.000,00

Anônimo disse...

Sou Dir. de arte e ganho 2.300,00 e por mais incrível, declarado em carteira (prática não comum aqui na nossa feira de publicidade já que mercado aqui não existe)

Anônimo disse...

redatora, agencia médio porte, R$2.500 sem os descontos

Anônimo disse...

Sou Diretor de Arte de uma "agência grande" e recebo R$ 1.300,00.

Preciso rever meus conceitos.

Anônimo disse...

Atendimento, agência de grande porte. R$1.200 sem os descontos.

Anônimo disse...

Diretor de Arte tabalhando em agência de médio porte ganhando R$ 2.500,00 bruto.

Anônimo disse...

Assistente de arte [não sou estagiário, já sou formado], de uma "agência grande", com, no mínimo 5 clientes grandes.
Trabalho 8 horas por dia, as vezes mais dependendo dos prazos e da quantidade de trabalho a ser entregue. Ganho R$ 500,00 por mês (valor acertado na contratação) sem vale transporte, mas ao menos com carteira assinada.

Se vocês acham que tá ruim pra vocês... pensem de novo...

Anônimo disse...

Mídia de uma agência de médio porte: R$ 2.000,00

Anônimo disse...

Redatora de uma agência de grande porte, com muitos anos de mercado. Ganho R$2500,00 por mês, mas só R$ 1800 na carteira.

Anônimo disse...

Sou redatora de uma agência com grandes clientes e ganho R$ 1.200,00. O pior dessa situação é ter consciência que poderia ganhar melhor e que faço hora-extra sem nada receber.
Precisamos lutar pelo piso salarial da categoria. Precisamos fazer valer pelo menos os direitos básicos.

Anônimo disse...

Sou dONO DE AGÊNCIA GANHO 40.000 FORA OS GASTOS, TENHO UM audi ANTIGO MAS PRETENDO MUDAR...

Anônimo disse...

Atendimento, agência de médio porte: R$ 2.600,00 fixo, s/ comissão.

Anônimo disse...

Anônimo das 07:36, sai dessa agência. Se você possui um portfólio decente, o dobro disso você consegue até em agências menores. Fica esperto - um profissional que se negue a receber migalhas, ajuda não só a si mesmo, mas a toda a classe.

Anônimo disse...

Eu só não entendi o Ticket combustível...

Anônimo disse...

Redatora, agência de grande porte, na carteira R$950. No total, R$ 2.300 com os descontos devidos.

Anônimo disse...

Já trabalhei numa agencia de "grande" porte, ganhando 600 paus, trabalhando que nem uma mula e conquistando grandes clientes da agencia e ainda reclamaram quando pedi aumento...

Anônimo disse...

Diretor de arte agência de grande porte com um bom número de clientes ganho 5.000, mas com apenas 2.000 na carteira, isso aí pessoal temos que brigar por um mercado mais justo, não podemos aceitar essa história de trabalhar sem hora extra e ganhando o valor errado na carteira.

Anônimo disse...

atendimento, agencia de grande porte, R$ 2500,00 liquido.

Anônimo disse...

atendimento, agencia de grande porte, fixo R$ 2.500,00 liquido s/ comissão.

Anônimo disse...

Era produtora de uma agência de grande porte, trabalhava quem nem cavalo pra ganhar 1.200,00, pedi aumento, foi negado, pedi então demissão, acho um absurdo nos conformarmos com um salário medíocre diante de tanto trabalho, dedicação e profissionalismo.

Anônimo disse...

5 mil? em belém? vc já está se aposentando, 07:58?

Anônimo disse...

Uma agência pequena me contratou como diretor de arte por R$ 650,00 no início de 2007. Meses depois, cansado dos tostões, pedi demissão e aumentaram meu salário para R$ 1000,00 (sem carteira). Mais uma vez, não satisfeito, fui atrás de algo melhor, consegui emprego em outra agência por R$ 1500,00 (de onde eram descontados vale transporte e uma tal de nota fiscal avulsa). E nesse valor que estou agora - mais uma coisa eu faço, não fico um minuto além do meu horário.

Anônimo disse...

- Meu cargo: Produção gráfica e Mídia
- Salário sem carteira assinada: R$800,00 + vale-transporte
- Hoário:8:00-12:00/14:00-18:00 (teoricamente)
- Emprega Pequeno porte: 3 empresas grandes como cliente
- Pretenção salarial na entrevista: R$1.000,00

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Não seriam os próprios profissionais os culpados por salários tão baixos?

Por que se submetem se acham que merecem mais?

Será que não confiam tanto assim no próprio trabalho e, por isso, aceitam a primeira oferta que aparece?

Ou será que os patrões não passam a ver "falta de experiência" em todo um mercado devido a um ou outro que, tímido na hora de barganhar, aceita míseros R$1000?

Por que alguns ganham R$2000,00 como assistentes e outros ganham R$500,00 como diretores? A agência é mesmo ruim ou o portfólio do profissional que ganha menos é que o é?

E os publicitários que saíram de Belém, estão ganhando mais do que isso?

Essas questões não são críticas, mas apenas questionamentos que podem nos ajudar a criar bons argumentos para barganhar bons salários e fortalecer o mercado profissional. Precisamos saber quais fraquezas nossas estão "nas mãos" dos nossos empregadores, pra que eles achem justo nos pagar uma mixaria.

Anônimo disse...

Sou redatora ganho R$ 2500, R$ 1800 na carteira,trabalho numa agência de grande porte como apenas 1 clinte porrada. Fora isso temos café, almoço, lanche matutino, inclusive um lanchinho noturno de praxe para não reclamarmos da nossas horas extras ou a falta delas rsrs.

Anônimo disse...

Boa OB definitivamente isso aí que falaste tem de prevalecer mesmo, temos de saber nossas fraquezas.

Anônimo disse...

Pfff... percebi o piso salarial por aqui fora os salários acima de R$2000 que estão difíceis de engolir heim.

Anônimo disse...

cadê o sindicato dos publicitários pra ler esse post?

Anônimo disse...

Oi pessoal sou Diretor de arte ganho R$ 4.000 mais participações no lucro em relação a um determinado cliente,no caso aqui o que a minha equipe assiste, também achei interessante afinal não conheço outra agência aqui em Belém que faça isso. pensem nisso.

Anônimo disse...

é, a culpa é minha mesmo.

eu gosto MUITO de ganhar pouco.

fico emocionado quando vejo no contracheque só 500 reais. na verdade nem tem contracheque, é apenas um recibo e eu nem tenho direito a uma via.


isso porque eu nem falei da vez que eu fui numa entrevista e o doido queria que eu trabalhasse pra ele por meio salário mínimo.

o mercado de belém é desprezível. e o caráter dessa nova geração de donos de agência é o que essa cidade realmente merece.

Anônimo disse...

Redatora de agência média, ganhando 1.800,00 líquido. Há cerca de um ano ganhava a metade.
Além do portifólio, é importante saber escolher a oportunidade. Avaliar se a agência tem um bom ambiente, se os trabalhos têm uma linha criativa em que me encaixo.
Além disso, tem as doidices, os estresses desnecessários, os assédios morais, etc.

Anônimo disse...

acho que o pior de tudo é algumas agências que não pagam salário em carteira.

eu cheguei ao cúmulo de ir perguntar pra um dos sócios sobre isso e ele disse que é uma prática normal no mercado. o gerente do banco onde ficavam as contas-salário falou a mesma coisa pra mim.

normal. fico imaginando se todo mundo sonega imposto nessa cidade.

Adnaldo disse...

eh iso aí pesoal vamo SE UNI! desse geito ganhando poco vai se um vedadero "sofoco" eu do duro trabalho como produto nao posso me quexa ganho 650 mais por fora com essa fgortuna çustento um lar minha filha gabriela meu tesoso na terra comprei minha camera faso meus trabalhos sem mecher c ningem mas eh um abrusdo as pessoa tao guardando o almoso pra come a janta onde vamos para.

Anônimo disse...

Sou dona de uma agência pequena e retiro de prolabore R$ 2000,00 por mês. No momento todos estamos apostando no crescimento da agência para melhorarmos financeiramente. Já ganhei mais de 3mil numa agência grande antes de ter a minha. Por muito tempo fui funcionária e sei o que vocês todos estão passando, mas podem acreditar ser dono de agência só é bom quando a agência fica realmente "grande" ou quando entra uma conta de governo. Quem está nesse mercado não é por dinheiro, é muito mais por gostar de propaganda. Muitos podem achar que não, mas analisem bem... vocês trocariam essa "vida" por um emprego administrativo e monótono para ganhar mais? Para a tranquilidade financeira é ótimo mas para satisfação profissional...sei não. Também torço para que o mercado melhore e todos os salários cresçam, porque não é fácil...ainda mais com o governo sendo um "sócio". Essa vida publicitária é um vício, sempre vamos estar insatisfeitos mas nunca vamos abandoná-la!

Anônimo disse...

Minha agência é nova ecomo assistente de mídia eu estou ganhando R$750,00. Mais auxílio transporte e alimentação.

Anônimo disse...

Redatora, agência pequena : R$ 1600,00.

Para garantir o leitinho das crianças tenho mais um contrato de 500 por assessoria on line para uma agência média em outro estado (mando idéias e textos) e ainda os frelas - 500 por campanha completa - ( pintam 1 ou 2 por mês) tudo contatos de outros estados.

Oportunidades Belém disse...

Redatora de 2.500 + lanchinho + café + almoço: o seu comentário já foi publicado. Pare de enviar várias vezes, por favor.

Anônimo disse...

Sou redatora,morava em outro estado e recentemente resolvi voltar pra Belém, eis que soube de uma vaga aqui e contactei com a dona da agência, enviando meu currículo, portfólio e pretensão salarial. A tal dona disse que assim que chegasse era pra conversamos. Vim de mala e cuia!Chegando aqui, na entrevista, a tal me oferece mil reais a menos, sem carteira assinada e ainda teria um cartão de ponto para ficar até às 19:30h. Eu na hora disse que aceitava, pois achei melhor que ficar desempregada e disse que ia começar na segunda, mas ao sair da agência, em plena doca (me sentindo lograda) pensei, quer saber, "vai te lascar".
Marchei para a grande concorrente da tal agencia (a pedra no sapato), que fica pertinho, fui caminhando e cantando, quando cheguei lá me ofereceram mais, com carteira assinada e com horário super flexível. Nem preciso dizer que nem apareci na doca na segunda hehehe, e ainda mandei um e mail DELICIOSO dizendo que não ia mesmo pois a proposta não condizia com minha experiência, formação e pós, e o melhor, aqui na agência que por fim fiquei,ainda tomamos o principal cliente dela. Hehehe.O negócio é se dar valor. Pulei uma fogueira...
QUEM TEM DEUS NUNCA FICA NA MÃO!

Anônimo disse...

É sempre muito bom ler o comentário não agressivo de um empregador, mas quando se fala em pró-labore, não podemos também esquecer da participação nos lucros, as % de comissão sobre veículos e fornecedores, quando o empregador é também "atendimento", ainda recebe essa % de comissão e soube de um caso em que parte de uma agência pequena foi vendida por alguns milhares de reais para um novo sócio e esse dinheiro nem foi investido na agência em si. Então, pra mim, esse discurso de pró-labore de dois paus é só música pra amansar boi brabo. Amor, amor pela comunicação, negócios a parte.

Anônimo disse...

Não consigo parar de ler o relato do anônimo 12:12. Todo mundo devia ser ousado assim.

Anônimo disse...

O que vemos muito é estagiário cumprindo horário como efetivado e ganhando, claro, como estagiário. E o que acontece? Competição injusta. Culpa do estagiário? Não. Culpa do patrão que se aproveita da boa vontade de estudantes querendo o primeiro emprego.

Mas esse é 1 dos problemas: assédio sexual é muito frequente nessas agências. Mais do que se imagina. E não é muito incomum, devido ao excesso desse mau-hábito, alguns profissionais serem olhados com desconfiança quando ganham um pouco mais.

Anônimo disse...

Fiquei realmente deprimida com a média salarial apresentada aqui. Ganho 2500 e vejo que a média entre redatores é essa mesmo.
sem boas surpresas.

Não é de se espantar que o mercado de Belém perca seus melhores profissionais para outros estados.

Lá fora, além de "um sonho feliz de cidade" há quiçá uma esperança de mais respeito por tantos anos de estudo e dedicação.Ao menos falo por mim.

Anônimo disse...

Não te ilude, Anônimo 15:09. Tem muita gente que ganhava até mais em Belém. É um mercado delicado em várias cidades do Brasil. Tem que ter muito sangue frio para negociar (ou seja, nada de ser amiguinho, ter pena de patrão) e perseverança. E claro, precisa se reciclar, atualizar e deixar o portfólio cada vez melhor.

Anônimo disse...

Diretor de arte. Formado e uns 8 anos de experiência. Agência de médio para grande porte. R$2600. Meio dentro, meio fora da carteira.

Anônimo disse...

estagiário de criação em uma secretaria. 400 paus e um abraço.

Anônimo disse...

Ganho dois salários mínimos, um bom plano de saúde e mais ticket alimentação (recebo com tudo no mínimo uns 1200 reais), não trabalho em uma agencia em si, e sim num escritório comercial... me formei em publicidade, gostei do curso e da profissão em si(área de criação)... estou enviando portfólio(com trabalhos feitos na faculdade, já que infelizmente minha faculdade não ofereceu estagio) tentando o meu primeiro emprego na área. Mas até agora as únicas propostas que recebi foi para trabalhar em um jornal como designer recebendo 500 reais por mês e trabalhando meio expediente (detalhe: 6 horas por dia..meio expediente??? Deveria ser 4 né???) e em uma empresa de criação de páginas WEB, também salário mínimo... ou seja vocês tão reclamando de barriga cheia, porque pra pessoas que estão tentando entrar na área esta muito difícil, e é muito difícil conseguir um salário bom. Por enquanto vou ficando no meu atual emprego e só sonhando com esses salários que vcs recebem!

Anônimo disse...

Égua, ver dono de agência postando como funcionário dá até vontade de rir.
Que agencia é essa que um diretor de arte ganha 4 paus mais comissão? aff

Bom, sou diretora de arte em uma agencia pequena (3 clientes) e ganho R$ 1.000,00 limpo, e R$ 700,00 na carteira.

Sendo que aqui não tem um Diretor de criação, e por eu ser a mais antiga, acabo exercendo essa função.

que merda, não? =]

Anônimo disse...

atendimento 900,00

Anônimo disse...

Redatora de agência com contas do governo. Salário: R$2000,00. Só metade na carteira. Sem direito a horas extras, mas com direito a assédio moral por parte de um diretor de criação imcompetente, doente emocionalmente e protegido pelo dono da empresa.

Oportunidades Belém disse...

Anônimo das 04:43h. É claro que você não pode também pensar que, só porque acabou de se formar, tem garantido seus 1000 reais todo mês. Vai muito da labuta do dia-a-dia, da experiência que vc vai adquirindo, do portifólio que vai montando. É mesmo mostrar serviço e ir negociando com os patrões quanto vc acha que merece ganhar. Se não for com estes patrões, que seja com os próximos. Enquanto isso, só SONHAR com salários de 2, 3 mil, não vai te ajudar muito, não acha? Abs

Anônimo disse...

É por pessoas que ganham menos ainda pensarem que "quem ganha R$2000,00 tá reclamando de barriga cheia" que as conquistas da profissão não vão pra frente. A gente tem mais é que reclamar, justamente pra que você, que ganha uma miséria, possa ganhar tão bem quanto a gente quer ganhar. Se fosse por isso, vocês que recebem uma merreca também estão reclamando de barriga cheia, afinal, o que tem de gente miserável e trabalhando como escravos no interior do estado, não tá fácil, não. E ai, só por que ganhamos R$ 2000,00 e você ganha dois salários mínimos que devemos todos nos conformar? Acorda. Não é nos atacando que você vai conseguir alguma coisa. Vá lutar pelos seus R$2000,00 pra começo de conversa - porque isso ainda está muito longe do que você, eu e todos aqui merecem de fato.

Anônimo disse...

Acho que falta um pouco de estratégia para a carreira de algumas pessoas. Existem, sim, agências que pagam mais de 2 paus por mês. Basta você bater na porta certa, na hora certa.

Anônimo disse...

Informações catadas por ai:

"Há uma pequena recuperação do nível de emprego em agências aqui no Rio, mas há tb um movimento de achatamento salarial. Quem ganhava 10, 15 mil há um ano e foi demitido hoje aceita 6, 7 mil, rindo.

No Rio, o junior ganha (muita gente assim, naquela esperança de entrar no mercado) até 2 mil, no máximo.

80% do mercado carioca de Diretores de Arte q já tem alguma experiência está entre 2 e 8 mil. Uns 15% entre 8 e 10 mil e muuuitos poucos com salário perto de 15 mil".

Anônimo disse...

sou diretor de arte, salário de 2 mil em um agência grande para o mercado de belém. não tenho carteira assinada com a desculpa de que isso só vai acontecer quando tiver me formado (ainda estudand)

Jorge Sá disse...

Legal observar que as pessoas entenderam a proposta e participaram dessa pesquisa informal sem que isso se transformasse num muro das lamentações nem em artilharia contra os donos de agência. Já deu para pescar que a média salarial para a área de criação é de R$ 2000 para pessoas com certa experiência, chegando até a R$4000 ou mais para alguns profissionais de duas ou três agências que eu arrisco dizer que conseguiram se estruturar de forma mais eficiente. Seja quais forem os méritos dessas empresas e profissionais, o que não devemos cair é na armadilha de achar que exista ou devesse existir uma relação entre tamanho da conta atendida e o salário dos profissionais, como se propôs aqui. Se o mercado publicitário paraense é incipiente e supostamente "paga pouco", é apenas reflexo das limitações econômicas do nosso estado. Claro que existe empresário mal caráter (felizmente ainda não os conheci), assim como maus funcionários, mas acredito que a maioria esteja trabalhando positivamente para o crescimento do nosso mercado publicitário.

Na verdade acredito que um dos principais problemas é que ainda exista uma idealização da profissão que impede que o mercado cresça e sejamos recompensados de maneira mais adequada. Quando os critérios de avaliação são tão somente valores intangíveis como criatividade, estética etc e o tal "insight" só vêm depois da meia noite, o camarada acaba desencontrando com o horário do chefe e perdendo a chance de pedir aquele aumento. ;) Portanto, um ponto que eu considero importante é trabalharmos em parceria com os empresários pela profissionalização da gestão do nosso mercado. Produtividade, cumprimento de metas, respeito aos horários e prazos são todos valores que deveriam ser mais cultivados dentro das agências. Enxergo que as vezes falta ao funcionário essa orientação focada na objetividade e produtividade. Sei que vou ter que desviar de alguma pedras ao dizer isso, mas no meu ponto de vista vale mais um trabalho "muito bom" executado em um hora do que um trabalho "ótimo" executado em oito horas.

Outra coisa que faz falta é um "mini" plano de carreira. Em pouquíssimas agências de Belém existe uma especialização de tarefas, todos irremediavelmente são diretores de arte ou redatores. Isso impede que as pessoas enxerguem onde estão e até aonde podem chegar. O mercado nivelou o termo "diretor de arte" por baixo e hoje supostamente todos atingiram seu limite profissional. Isso não é nada estimulante, heim? Uma segmentação não só estimularias as pessoas a conquistarem melhores posições como tonaria as agências mais dinâmicas e organizadas, funcionando como uma linha de montagem moderna.

Pensem nisso.

Anônimo disse...

REVISOR
Ninguém ganha pior do que esta desfavorecida classe, exceto o porteiro, o boy e o serviços gerais da agência em que trabalho, aliás, "das agências", isso mesmo, reviso todo o material de duas casas, com um volume diário de trabalho absurdo, pelo módico salário de 700 reias. Tem o desconto de impostos de 102 reais, ou seja, são 598 trocados por mês por tamanha responsabilidade que asusmo todos os dias revisando revistas de 100 páginas e infinitos anúncios de contas muito grandes. Ainda acham que ganham pouco? Tá beleza...

Anônimo disse...

ASSISTENTE DE ARTE
GANHO 700

Anônimo disse...

A discussão ta muito boa.
Sugiro ao blog continuar nessa linha de opinião.
Que tal agora partirmos para as melhores agências?
Poderiamos classifica-las como:
a) Grandes
b) Médias
c) Pequenas

Ei Lo, prepara esse post.

Anônimo disse...

Pô pessoal. Muito bom esse post. Não sei se fico rindo ou chorando, com todo mundo ganhando esses salários, ahamm... astronômicos. Não me levem a mal, mas fico pensando se eu sou tão azarado ou tão mal negociador, ao contrário de vocês. Já rodei algumas boas agências em Belém a procura de uma vaguinha como CRIAÇÃO. De todas, os salários variavam de um salário até 1.000 reis NO MÁXIMO.

Recentemente consegui, de certa forma, por coincidência, uma vaga numa agência que não tem fortes clientes, mas recentemente está ampliando horizontes, inclusive montando um estúdio para pequenas produções ou até grandes. Lá trabalham, dependendo da época, cerca de 12 pessoas, incluindo boy, recepção e cozinheira. Não temos Direção de Arte nem Atendimento e cada um faz um pouco. e blá blá blá...

Meu salário? R$ 900,00, sem café, só o pretinho e um pouquinho de leite em pó, quando dá. Ah sim tem um almoço ma-ra-vi-lho-so (é muito saboroso mesmo) e de vez em quando um lanchinho com pão e margarina (arf!)- Não chorem pessoal, vão estragar o teclado... horário das 8:00h as 18:30h (podendo chegar um pouco mais tarde, dependendo da demanda) com carteira assinada INTEGRAL, mas sem vale, sem plano, sem lenço nem documento de hora extra (copiei do outro post) .Tem livrinho com a nossa assinatura, que mais serve como efeito moral pra chamar atenção com os atrasos no fim do mês, mas é contado por baixo, extra que é bom, nada. Pra terem idéia, época de companha, cheguei a sair mais de 20h, ou mais, muitas vezes. Em um destes meses, ganhamos um pequeno "abono" de R$ 150,00, que mais tarde acabou se convertendo em horas-extras, para fim de efeito legal, digamos.

Bom galera, realmente fico surpreso com a galera da Criação ganhando 2... 3 mil reais.. pergunto se aí não tem uma vaga de Boy. Pô o cara deve estar ganhando o meu salário, não é? Tudo bem, sou formado em PP a pouco tempo, mas já trabalhei na área e fiz alguns Freelas. Até que meu portifólio não é ruim - geralmente o pessoal gosta. Em outras agências quando ainda fazia Facul, os caras ganhavam R$800,00 a uns 5 anos. Daí passei a me acostumar com esse salário baixo. O meu maior interesse não é enriquecer não pessoal, é ganhar experiência, e principalmente, CONTATOS e levar tudo o que aprendi, aos trancos e barrancos par minha própria agência.

Ahh pessoal, fala sério, todo mundo tem condição de montar a sua. deixem de ser medrosos e covardes. em belém, até quem vive de faze cartões de visita, ganha mais de 1.000 reais, e todo mundo aqui sabe que isso é verdade. Pô se você trabalha a mais de cinco anos numa agência e ganha o mesmo salário medíocre, ou você é um tremendo de um acomodado e nunca procura se reciclar, nesse caso, ainda deve estar usando corel 11 e a unica noção de criação em 3D é o nome, o tal do MAX STEEL (ou isso é um desenho animado)

Bom Pessoal é isso. Dêem-me tapas se falei muita asneira, mas não me critiquem pelo erro de português. Aqui não tem auto-correção do WORD e minha áera é criação, Pôooo. A propósito, tem uma redatora aí, a tal da "9 de Outubro de 2008 05:47" que ganha 2 mil e ainda escreve "IMCOMPETENTE" aff! Quanta INGUINORÂNSSIA auhahuauh. Sacanagem redatora, tô só brincando, sei que você não dormui bem hoje, pensando no que fazer com seu salário, afinal, são 5:41h... da... manhã? putz, vai dormir hein...


Sugiro que criemos uma forma de personalizar o anonimato, poderiamos criar uns "fakes" ou nicks falsos pra darmos continuidade e personalidade a cada um hein? O que acham?

Fui galera Abraços a todos.

E não me chamem pera hora do post. Me chamem de "Bu", sem auto-completar, ok?

Anônimo disse...

Bom, pelo visto a maior reclamação é quanto é o valor pago na carteira. Isso é um grande problema, porque quer queira ou não, você acaba "sujando" sua carteira de trabalo com o salário que é colocado, que na grande amioria das vezes não corresponde ao valor total

Anônimo disse...

sou redator numa agência com grandes contas e profissionais talentosos que pemanecem na empresa no máximo por 6 meses, por conta de assédio moral e salários baixos. Eu recebo R$1.500,00.

Deste salário, metade é por fora. A rotatividade de funcionários na empresa é grande, porque ninguém suporta tanta humilhação. Muitos daqui já estão preparados para uma coisa: receber na justiça a rescisão da quantia paga por fora.

Pagar por fora é crime contra a economia do país e injustiça para quem tanto se dedica ao trabalho.
Faço aqui um apelo aos publicitários de Belém: reclamem na justiça trabalhista para receberem suas rescisões integralmente. Basta apenas que a pessoa prejudicada por essa prática criminosa apresente uma testemunha que trabalha ou já trabalhou na mesma empresa. Se ficarmos acomodados nunca mudaremos nossa condição.

Anônimo disse...

Atendimento. R$1.000,00.

Pessoal, percebo que o número de postagens aqui é mais do que suficiente para formarmos chapa na próxima eleição do nosso sindicato corrupto. Conseguindo a presidência e diretoria do sindicato poderemos estabelecer pisos para todas as categorias da área publicitária. Já que o Flávio deu o pontapé inicial com a criação da cooperativa, e se diz anarquista, voto nele para presidir o sindicato nas próximas eleições. O convite está lançado. Basta um sim do Flávio.

Anônimo disse...

só assinaram minha carteira uma vez. eu era redatora, na carteira aparecia R$650,00 (depois do dissídio não lembro quanto ficou) e por fora pagavam uns R$ 300,00.

no meu primeiro emprego-faz-tudo-na-publicidade, ganhava R$180,00 no recibo e R$ 220,00 por fora hahaha

Anônimo disse...

Eu acho que falta é visão de mercado para muitos que estão fazendo desse espaço um "muro das lamentações".

Eu estou satisfeita com meu salário, não sou humilhada no meu trabalho, tenho plano de saúde, vale-transporte e compreensão da parte dos meus chefes quando preciso me ausentar. Claro que não é o emprego perfeito, mas eu gosto.

Quando comecei na carreira tracei um objetivo, estudei o mercado, fiz contatos com quem deveria e hoje me sinto satisfeita. Não ganho quanto gostaria, mas entendo que o mercado leva tempo para subir o teto salarial.

Acho que também não cabe a gente comparar nossos salários com os de donos de agência, porque administrar uma empresa não é fácil e requer um investimento e uma dor de cabeça enormes.

Sei que muitos devem querer me matar por dizer isso, mas não é só ter um portfolio e se lançar no mercado pra ganhar "bem".

Anônimo disse...

Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê
Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê

Vida de negro é difícil, é difícil como o quê (Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê)
Vida de negro é difícil, é difícil como o quê
Meu amor, eu vou-me embora, nessa terra vou morrer
Um dia não vou mais ver, nunca mais eu vou te ver

Vida de negro é difícil, é difícil como o quê (Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê...)
Vida de negro é difícil, é difícil como o quê

Flávio Oliveira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Bom anonimo 08:43, me desculpe mais conheço muita gente que se formou comigo e não está atuando na profissão, pois não procurou conseguir um estágio enquanto estava na faculdade. Eu estagiei desde o primeiro ano de faculdade, me esforcei para isso, e procurei aprimorar meus conhecimentos em criação não só na teoria , também na prática, comecei ganhando 260,00 como estágiario, trabalhando meio período, em seguida virei assistente de arte e depois arte finalista, hoje em dia com quase 5 anos de profissão sou diretor de arte, e ganho um salário razoavel claro que não o salário que merecemos ganhar depois de ter passado por 4 anos na faculdade.

Portanto não concordo de você ter falado que as pessoas estão reclamando de barriga cheia com seus salários. Pois pra chegar nesse patamar de 2.500 em média, não basta apenas se formar, tem que ralar muito, para fazer um bom portifólio. E não apenas ficar na faculdade estudando e esperando o estágio cair do céu. Como muitas pessoas que se formaram comigo fizeram. Claro que não sei se é o seu caso.

Anônimo disse...

assistente de arte - 800,00

Enquento não forma ~vô ser mão de obra barata!!!

Anônimo disse...

Esse é um relato sincero, não uma crítica a qualquer um aqui. Quer dizer, essa é uma autocrítica.

- Sou Diretora de Arte, ganho R$1500,00 (de onde me descontam vale transporte);

- Sempre trabalhei em empresas pequenas, pois sempre tive receio de procurar algo melhor.

- Nunca achei meu portfólio grandes coisas, mesmo porque, pessoas experientes da área me diziam que não eram grandes coisas mesmo.

- Às vezes me considero um tanto lenta no trabalho, chego atrasada, não sou tão pró-ativa, minhas idéias não são tão criativas e minhas peças são basicamente tudo o que já se vê por aqui nos meios de comunicação.

- Essa falta de criatividade às vezes é culpa do cliente, às vezes do meu diretor, mais creio que eu seja a grande culpada por não ser mais persuasiva ou atualizada.

- Tenho o péssimo hábito de esperar que meu patrão reconheça meu "esforço" (se é que posso chamar de esforço) e me dê um aumento.

- Do dinheiro que ganho não faço nada produtivo, como investir no meu crescimento profissional. Vivo me atolando em dívidas de cartões de crédito, gasto em festinhas, roupas "cool", só pra me sentir criativa de alguma forma, parte de algum grupo "manero".

- Ganho pouco, sim. Mas reconheço que sou bem mediana. Quero melhorar e, antes de ficar brigando por aumento de salário, por que também não brigamos pela vinda de bons cursos de aperfeiçoamento, especialização e extensão pra cidade?

Anônimo disse...

Nossa! ^^ É muito bom ler todos esses posts e saber que não sou só eu que quero muito mais do mercado, afinal, viver com até mesmo os "bons salários" não é o suficiente!! 2 ou 3 mil por mês ainda é pouco e com todo o desgaste e responsabilidade que temos, devemos sim, exigir reconhecimento e aumento de piso salarial. Trabalho em uma agência pequena, com uma conta grande, ganho R$450,00 + vale transporte e vale refeição. Não estou satisfeita meeeesmo, mas estou negociando aqui, porque não sou formada ainda e fui contratada há pouco tempo. Não vou sacrificar minha vida acadêmica por trocados, acredito que os profissionais têm que se qualificar para ai então fazer exigências.
Apoio e muito a criação de um sindicato! Aposto que muitos irão participar! Falta muita organização para o meio.

Anônimo disse...

Anônima das 16:21, eu te amo.

Anônimo disse...

Sou Dir. de arte trabalho numa agência de médio porte com muitos clientes bons, ganho 4000 mas foi reclaamando muito com meu chefe pois ganhávamos muito menos por aqui.

Anônimo disse...

Sou Designer, formado na usp, com especialização na ad miame school, eu era mais um em SP ganhava irrisórios 3.000 reais vim para Belém pois queria um mercado em que eu pudesse me destacar, e devo dizer não foi difícil, tantas peças fracas não me admirem pagar tão mal por aqui, trabalho na úinica agência que realmente paga bem vamos ver se vocÊs sabem qual é...

Anônimo disse...

Sou dono de agênia e quero esclarecer umas coisas pra vocês.

Vejo muitas pessoas reclamando do salário. Algumas ja questionaram capacidade criativa do mercado e outras coisas mais.
O fato é que o nosso mercado é pequeno sim. A verba é minguada e são pouquissimas agências que faturam bem aqui em Belém.
Não são todas as agências que tem uma Yamada, uma Visão ou um Governo do Estado, entendem? Muitas, a grande maioria, tem que economizar na produção pra ganhar na midia e as vezes até abrir mão do valor da criação. Isso é uma realidade do nosso mercado.
A verdade é que assim como todos vocês são apaixonados por propaganda, os donos de agência também são, e no fundo estamos todos no mesmo barco. Todos querem faturar mais, ganhar mais, contratar mais, investir mais, crescer mais... enfim. Todo nós queremos mais.
Acontece que o mercado deixou de ter apenas Mercúrio, Mendes e Galvão. Ja temos mais de 70 agências, sendo que apenas 35 são sindicalizadas, alías, pra ser sindicalizada uma agência tem que pagar um salário por mês ao sinapro. E as agências só podem rodar suas mídas na tv Liberal se forem sindicalizadas e ainda filiadas ao CENP que custa mais R$ 75,00.
Os custos de uma agência são grandes.
Por exemplo, se eu contrato um DC pagando R$ 3.000,00 na carteira, terei que pagar mais R$ 3.000,00 de impostos. É essa a proporção por funcionário, por isso que todos vocês, ou a grande maioria tem que receber o por fora, senão o governo federal nos quebra. Todos os donos de agência sabem que o Governo é um sócio. Tem uma imensa retirada mensal.
Não é de hoje que o SIPEP vem tentando empurrar no SINAPRO um piso salarial, mas isso nunca vai ser conquistado, seria terrível para o mercado.
Imagine eu ter na minha agência um DC custando R$ 4.000,00 (supondo-se que seja o piso) e tendo que contratar mais um DC???? Serão R$ 16.000,00 por mês entre salários e encargos.
Gente, tem coisa que se fala por desconhecimento. Essa é uma delas.
A verdade é que no mercado de Belém se trabalha com centavos, enquanto o eixo trabalha com real.

Anônimo disse...

dizem que é difícil manter uma empresa: Ok.

dizem que os impostos são absurdos: Ok.

dizem que não podem pagar mais: Ok.

dizem que o mercado é pequeno: Ok.

o problema é que desejam que compreendamos a dura realidade de ser patrão, mas nós, os empregados, temos que tolerar assédio moral e, muitas vezes, sexual porque, sim, sabemos que o mercado é pequeno e temos medo de ficar sem nosso emprego.

querem compreensão? então sejam os primeiros a compreender.

estamos todos no mesmo barco? então pq nós ficamos madrugadas inteiras trabalhando e ainda somos obrigados a chegar no outro dia cedo como se nada tivesse acontecido?

problema em belém é que tem muito patrão que sabe que o mercado não é lá grandes coisas e contrata funcionário só pra não trabalhar mais, pra aliviar o trabalho pra si, pra agir como dondocas. agem como patrões endinheirados, mas na hora de pagar o salário, querem ser vistos como colegas que estão ralando juntos. ah, saí dessa.

não se garante abrir uma empresa com salários decentes pra profissionais decentes que façam a empresa crescer de verdade em quantidade e qualidade, então não abram.

como querem se diferenciar contratando pessoas que vocês acham que merecem pouco?

não entendo essa filosofia.

dinheiro atrái dinheiro. quem age com mesquinharia, vai sempre chorar miséria. abram a mão, paguem gente boa, ralem junto de verdade, façam os empregados felizes e vejam se sua empresa não vai crescer mais rápido.

Anônimo disse...

ei, 22:21, eu acho que te conheço. se não conheço, quero conhecer.

belíssimo discurso.


e mais: se bancário faz greve, porque publicitário não faz?

Anônimo disse...

Ser dono de agência deve ser difícil mesmo, enquanto os funcionários braçais estão dando um duro para fazer as receitas das agências subirem, alguns donos estão por ai "aparecendo" em festas e reuniões sociais com seus carros de cento e poucos mil.

Já trabalhei em uma agência dos sonhos (como seus donos a intitulam) que não valorizava e não valoriza até hoje seus bons profissionais, e que inclusive se utiliza de um gerente "pau mandado" para dizer aos funcionários que a agência está sempre quebrada, que não podem comprar equipamentos novos, aumentar salários, contratar gente nova. Fico pensando, porque não fecham as portas logo?

Bom só pra finalizar meu post vou contar uma história sobre essa tal agência, que certamente quem viveu essa experiência vai se lembrar. Certo dia eu eu e meu colega de trabalho fomos pedir aumento, porém não obtivemos sucesso, como sempre a agência não tinha dinheiro estava passando por momentos difíceis e parárá...piriri, aquela ladainha. Bom, ficamos conformados, pois precisavamos do dinheiro pra pagar as contas. Porém duas semanss depois umos sócios troca de carro, por um bem mais caro e luxuoso. Engraçado né, não ter dinheiro e trocar de carro. Bom pelo menos eu não seria louco de comprar algo se não tivesse dinheiro.

Enfim, é pra completar um dos sócios ainda assedia moralmente os funcionários.

É, essa é ou não a agência dos sonhos que os donos viviam dizendo para seus funcionários?

Ah! graças a Deus consegui sair de lá, e hoje em dia estou trabalhando em uma agência bem melhor.

Anônimo disse...

Hummm se não temos formação recebemos mal por isso, se somos formados recebemos mal pois tem gente sem formação para receber o salário irrisório que querem nos pagar. Se quero deixar essa vida de proletariado abro uma agência, se quero contratar gente com formação para deixar minha agência em evidência, cobram o preço justo, pago o governa enraba nos impostos, então contrato aquele sem formação para não ser mais enrabado pelo governo. hummm devia ter sido médico mesmo, aí eu poderia ser cirurgião e queria ver alguêm se meter a querer mexer no meu layout ou barganhar no preço.

Anônimo disse...

Mas tem uma coisinha que as pessoas esquecem na hora de ficar
cobrando salários maiores.

Tem um punhado de profissionais no nosso mercado (poucos, bem poucos) que são cobiçadíssimos porque fazem por merecer. E esses se dão ao luxo de ter sempre boas propostas pra escolher.

A qualidade da nossa propaganda, salvo algumas excessões, tem ido de mal a pior. Pensem nisso tb.

Anônimo disse...

Olha. Acho que estão na profissão errada. Se querem dinheiro, abram a agência de vocês, se é que acham que vão ganhar dinheiro.
Ou voltem pra faculdade e tentem outros cursos.
Digo mais. Dúvido que essa discussão leve a alguma lugar.

Anônimo disse...

Diretor de criação. R$ 3.000.00 fixo + 10% de participação no lucro líquido da agência.

Anônimo disse...

Trabalhei numa agencia em que um dos socios deixou explicito que uma campanha da qual participei deu um retorno monstruoso pra agencia, muita grana... mas na hora de dar um melhor salario, sempre a mesma ladainha, "estamos com pouco dinheiro". Pra onde foi todo esse dinheiro? viagens ao exterior,carros importados, tv full hd no escritorio.

Os patrões são os primeiros a dar mau exemplo. Sem contar que boa parte nem sabem defender uma logo, então não temos em que espelhar ou respeitar.

Anônimo disse...

"Não é de hoje que o SIPEP vem tentando empurrar no SINAPRO um piso salarial, mas isso nunca vai ser conquistado, seria terrível para o mercado."


depois dessa eu grevo fácil. e ainda promovo a greve nas universidades.

o dono de agencia que se vire com a logo do cliente enviada num documento de word.

Anônimo disse...

Diretor de arte ganho 2000, e mais 10% no lucro em relaÇÃO A TRABALHOS DE VAREJO, agÊncia de médio porte.

Anônimo disse...

Auxílio combustível???? para diretor de arte!? aff acredito.

Anônimo disse...

Uau esse pessoal que está postando é daqui de Belém mesmo?

Anônimo disse...

3 mil + 10%???? Nossa, você deve ser Deus. Ou se acha um.
Ou essa agência é uma exceção do mercado.

Anônimo disse...

A solução para as agências de publicidade em Belém: http://br.youtube.com/watch?v=O1DBuFgt_Ug

Anônimo disse...

UHmmm,
"se bancário faz greve, porque publicitário não faz?"
10 de Outubro de 2008 00:51
-----------
Boa colocação... vou até arriscar responder: porque não somos NINGUÉM. Não temos associação nem sindicato. Não temos Conselho nem conselheiro, muito menos quem nos aconselhe. É uma verdade.
--------
Outra: Ponto positvp pro dono da agência "10 de Outubro de 2008 01:10". Prometo que não sou sócio do cara, nem tenho contrato com ele, eh eh, mas, como já me expresei aqui no post "9 de Outubro de 2008 13:15" e também recebo salário, sei que o cara fala a verdade. Sei como é ter uma empresa. Já tive uma - e não era de publicidade - mas sei na pele do que ele fala. O Governo leva muita grana mesmo galera. Nesse mundo perfeito da CARTEIRA ASSINADA e tudos os benefícios que sonhamos ter um dia, a agência teria que cobrar 5x mais pra fazer uma logo, um cartãozinho ou uma mega-produção. É REAL gente. Não dá pra manter nenhuma empresa no nosso Brasil com 100% como consta no papel. E talvez aí não teríamos nenhum cliente, porque se HOJE o cliente já prefere colocar a filha mais nova pra fazer o papel de modelo, fazer sua logo no WORD ou até mesmo criar o seu "jingle" no porão de casa... nós aqui sabemos, que muitas vezes, nosso papel como criação aqui em Belém acaba se tornando atendimento, mesmo a agência já tendo um. E isso acontece porque temos que ainda CONVENCER o nosso cliente que retirar a foto esticada como marca dágua do fundo do papel timbrado é uma questão estética, tanto quanto dele se desfazer da sua logo com a fonte "Walt Disney" pra uma restaurante italiano (é por aí galera)

Quanto aos impostos, não é uma questão de desonestidade ou esperteza, como podem pensar os iniciantes, mas é uma qustão de sobrevivência. Gente, se vocês mal conseguem administrar seus cartões de crédito, então nem imaginem gerenciar uma empresa cadastrada, com uma folha acima de 20 mil, um monte de cobra querendo roubar seu espaço (concorrentes), o Governo levando 50% ou mais do que você produz e os clientes, ignorantes, exigentes e mãos-de-vaca... gente.. realmente é difícil

Bu

Anônimo disse...

olha já vi mentirem mas putz mentir como anônimos é o fim,qts salários absurdos vi por aqui...

Anônimo disse...

Há 3 anos, trabalho numa agência de médio porte de 16 anos. Depois que me graduei, passei 6 meses esperando a agência me contratar e nada... Só deixei de ser "estagiária" porque cansei de esperar e tomei a iniciativa. O máximo que já ganhei aqui foi 760 bruto. Sou assistente de criação.

Acho que os salários de Belém são baixos não só porque somos explorados pelas agências, mas também porque o mercado é ruim. Não temos realmente GRANDES clientes.

Anônimo disse...

Jà trabalhei em 04 agências sempre como atendimento: comecei em uma agência pequena que nem existe mais salário da epoca R$ 650,00 + comissão de 3%, depois migrei para uma grande com contas de varejos, salário: R$ 1.200,00+ comissão 5% de tudo que fechava...(obs:a grande diferença é que pagavam as comissões religiosamente em dia!!muito importante isso pra atendimento), depois me sentindo que nada mais aprendia nessa agência fui para uma taxada de "cri-cri",ou seja, super criativa, mas totalmente sem principios nenhum com o funcionario, a politica do pão e do circo, um verdadeiro derespeito ..salário: R$ 2.000,00+ comissão de 3$ (obs: até hoje me devem essas comissões e dizem tentam enrolar de todas as formas!), agência 4° grande agência salário: 2.500,00 + comissão de 3% (também atrasam!) ..por isso aprendi cuidado com desejamos!!as grandes, pequenas, so mudam de endereço só querem mesmo ganhar e explorar funcionários!!Opa pequeno detalhe que todas com R$ 500,00 na carteira...

Anônimo disse...

Sou paraense. Mas moro fora faz algum tempo. Trabalho em uma agência média. Sou trainee de redação. Ganho 1 300 + alimentação + transporte - carteira assinada. Sei que o mercado é pequeno. Imagino que os cliente sejam um grande problema, desde a aprovação das idéias até a verba para as poucas que sobrevivem.
Sei que as grandes famosas, poucas, e antigas agências pagam mal. Então como reverter esse quadro? Na minha humilde opinião, sendo um profissional criativo. Sendo indispensável a qualquer agência. Sendo um desejo de todas as agências. E sendo melhor que todas elas também. Tendo idéias de agência grande em um mercado pequeno. Tendo cem idéias reprovadas para uma ser aprovada.
Não se contentando com o correto. Fazendo fantasmas. Se bons, eles não assustam ninguém. Sei que isso é difícil. Mas ter boas idéias também é. Sei que isso soa à ilusão. Mas juntos com certeza vocês têm mais chances. Formem uma agência, sei lá. Tenham idéias. Se aí ninguém quiser pagar por elas, em outros lugares tenho certeza que alguém vai pagar.

Anônimo disse...

Sou redatora, recém formada, com pouca experiência, um portifólio michuruca, que pretendo aprimorar, trabalho em uma agência de pequeno porte com nenhuma conta grande, sabe, só agencia de varejinho mesmo. Recebo dois mínimos, sem carteira assinada, sem descontos, sem vale e com direito a cafézinho (por mais que eu não goste ce café). horário de 8h as 12h e de 14h as 19h.
Só aceito isso porque sou nova, mas eu ainda vou dominar o mundo...
huahuahuahuahuahuahuahua

Anônimo disse...

Sou diretorde Arte e ganho 3000/mês, dando nota fiscal.

Anônimo disse...

Sou assistente de mkt com função de diretor de mkt de veículo (tv). Ganho já com os descontos em média 700,00/mês.

Acho melhor ir para agência, não acham?

Anônimo disse...

sou midia e ganho :1.000,00...sem descontos..

Anônimo disse...

Sou atendimento, trabalho numa empresa de grande porte, e ganho
R$1.023, sem comissão.

Anônimo disse...

Redator:
1ª agência - 1.200
2ª agência - 2.000
3ª agência - 2.500
4ª agência - 3.000

Hoje ganho 5.500 em outro mercado (sudeste), mas rendem menos do que os 1.200 que eu ganhava (e guardava!) quando morava com os pais e não tinha nem cartão de crédito.

Anônimo disse...

Anônimo das 19h06, você é da Tango. E se ganha bem, fez por merecer. ;)

Anônimo disse...

Sou estagiária de Atendimento de uma agência de Grande porte e ganho R$415,00, estou por enquanto satisfeita, pretendo chegar em um nivel mais elevado, mas a minha vontade mesmo é trabalhar na criação! e vou conseguir!!

Anônimo disse...

Sou trafego de agencia de grande porte.

VT + VR+ Convenio farmacia + convenio medico
Salario: R$ 3,500 (1,000 na carteira)

Quando era assistente de trafego era 1.000 (algumas agencias pagam até 1,500 para assistentes no trafego)

Anônimo disse...

Sou Publicitário, trabalho com criação em um departamento de marketing. Tiro 1.800 registradoe m carteira

Anônimo disse...

SOU DESIGNER INDUSTRIAL, MAS TRABALHO COM COMUNICAÇÃO VISUAL A 3 ANOS. ATUALMENTE TRABALHO EM UMA EMPRESA DE COMUNICAÇÃO VISUAL COMO ARTE FINALISTA E OPERO DUAS MÁQUINAS DE CORTE, UMA A LASER E OUTRA CORTE DE VINIL.
GANHO 900,00 NA CARTEIRA E 1.200 FINAL.
ACHO UM ABSURDO ESSE VALOR...PARA TRÊS FUNÇÕES... QUERO UM AUMENTO...