sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Às claras

Fico grata, muito grata pelos comentários, desabafos e visitas nestes últimos dias com tudo que vimos na polêmica dos anúncios.

O causo com a Renata Segtowick está sendo resolvido. Espero que a agência responsável, da mesma forma que se sentiu ofendida com os comentários feitos aqui a ponto de ameaçar me processar pelos comentários sobre seus anúncios e sobre a empresa, também resolva sua situação com a parte ofendida - neste caso, a Renata.

E, claro, que nos visite sempre por aqui. :)


A lição está dada. E nós todos continuamos de olho.

20 comentários:

Oportunidades Belém disse...

COMENTÁRIO QUE FAÇO QUESTÃO DE PUBLICAR:

Em primeiro lugar acredito que reparação de danos intelectuais, não se faz causando danos morais em uma empresa que em 18 anos de história nunca houvera sofrido nenhum tipo de acusação. Por conseguinte, é preciso observar quem, além das partes ditas envolvidas, está fazendo comentários depreciativos, pois o anonimato é uma ferramenta muito conveniente para aqueles que tem um passado ou um trabalho duvidoso. Gostaríamos de saber o contato das pessoas que se sentiram prejudicadas pelos anúncios equivocados, para que possamos nos retratar reparando os erros cometidos. Também ficamos surpresos ao ver que uma arte comprovadamente encomendada e confeccionada por um desenhista terceirizado, pudesse ter semelhança com algo já existente, contudo, é uma questão para se tratar entre as partes interessadas ou na justiça que é o órgão competente. Aqui na C8 não costumamos cometer erros, erramos bem menos do que os publicitários que levam campanhas prontas para clientes já atendidos por agências, erramos menos que agências que negociam suas comissões, erramos menos do que as agências que se utilizam de forças políticas para ganhar licitações ou ainda que agências funcionam sem os setores básicos para atender os seus clientes. Nós construímos a nossa história levando resultado aos clientes, e no balanço feito pelo mercado, possuímos muito mais acertos que erros, o que nos coloca aqui, ainda em crescimento enquanto “grandes agências” dirigidas por “grandes publicitários” fecharam, se fundiram para não fechar ou mudaram de praça. Não estamos aqui para brincar de comunicação ou perder tempo criticando nossos concorrentes, na C8 todos os profissionais tem qualificação superior e vivem da publicidade, durante nossa trajetória ajudamos a formar comunicadores que hoje estão na Gamma, Castilho, Double M, Amazon, Dahás, Tango e outras agências e veículos de comunicação do Estado. Todos que integram essa empresa estão profundamente insatisfeitos com forma desrespeitosa que a empresa está sendo tratada, generalizando e desqualificando tudo que foi feito em favor da comunicação paraense. À Dáhas, gostaríamos de explicar que o referido anúncio surgiu em um “bate bola”, sem identificarmos que algo semelhante já houvera sido publicado anteriormente. E à autora da ilustração do Círio, solicitamos que entre em contato com a C8 (3222 5126) para que possamos tratar o assunto com seriedade e dignidade, como deve ser tratado.

Esperamos que nenhuma medida jurídica precise ser tomada para evitar aos danos morais que estamos sofrendo neste blog.

Belém, 17 de outubro de 2008.

Atenciosamente,

Jackes Assayag
Diretor da C8

Malu, Dolores e Maria disse...

Anonimato é foda.
E isso deve ser
pura especulação.

Mariella disse...

essa briga está pior do que a do Fábio Fernandes com o Nizan.

Ericka Li disse...

Pelo que eu sei o cliente (Exemplo) já sabe de tudo...

Pelo que eu sei o cliente disse que NÃO É A PRIMEIRA VEZ QUE ISSO ACONTECE!

Pelo que eu sei não existe ilustrador nenhum, aliás se existe, por que não dá nome aos bois?

Pelo que eu sei eles já PERDERAM A CONTA!!!

Se eu estiver TOTALMENTE errada me corrijam, na boa, estamos aqui para somar e o que queremos, sem dúvida, é um mercado ético e justo.

Anônimo disse...

Porque não falaram assim na outra vez? Porque tanta prepotência?

Anônimo disse...

Sr Diretor,

Vejo que começou a adotar algumas medidas propostas por este consultor conforme publicado no post do plágio (surpreendentemente deletado deste veículo).

Contudo, sua comunicação continua desastrada. Uma observação importante deste consultor é que sua nota oficial fala muito mais do que deveria - e poderia. Arrogância misturada com acusações e comparações inconvenientes disparadas contra todo o mercado não parecem exatamente busca por solução.

Afinal, depreciar o mercado para amenizar os erros de sua equipe é falta de estratégia.

Sugiro ater-se ao problema provocado por sua equipe. E, novamente, alerto: a) Reconheça que houve um problema sem apegar-se aos problemas dos outros. b) Esclareça o que pretende fazer em termos de reparação; c) Que medidas pretende fazer para prevenir mais do mesmo.

Afinal, Sr Diretor, ofendidos todos estamos.

João Paulo Guimarães disse...

Gostei muito da discussão. Apesar de ter muitos Publcitários e pessoas que não entenderam a questão em sí, houveram pessoas que apareceram contribuindo realmente. Percebo que a nossa classe não é tão desunida quanto pensava. Tomara que daqui em diante apareçam menos anônimos e mais nomes pra gente agradecer o apoio e aplaudir.
Lorena, parabéns e obrigado. Tô aqui pra qualquer situação loloquitititazita.

Anônimo disse...

Não acredito, sobre hipótese, que expressar às claras indignação ou revolta por apropriação indevida de seu material seja crime passivo de processo. Acredito que um blog que presta o serviço de mostrar a verdade jamais pode ser ameaçado neste âmbito público.

A total arrogância deseperada do Sr. Diretor da C8 mostra claramente sua incapacidade de lidar com seus próprios erros.

Medíocre declaração e atitude.

Oportunidades Belém, foste injustiçado, mas todos nós sabemos que o seu serviço cumpriu sua finalidade.

Anônimo disse...

Acho que falo por todos que visitam este blog. Nunca vi nada derespeitoso postado aqui no OB. A iniciativa da Lorena é louvável. Ela abriu um canal de discussão importante para a classe publicitária, além de prestar um serviço de extrema importância, objetivo maior do blog, que é a procura de vagas. Eu achei a vaga do meu atual emprego aqui.
O caso C8, sem dúvidas, mexeu muito com a cabeça das pessoas por se tratar de uma coisa que nos é muita cara, a nossa criatividade e inventividade. Como criativos é isso que temos a oferecer e ver seu trabalho surrupiado por outrem é terrível.
Em nenhum momento o blog acusou a C8 de plágio. Apenas abriu a discussão, na minha opinião é muito salutar. Precisamos discutir esse tipo de assunto para que não se repita.
Quanto aos comentários que o Diretor da C8 acredita serem desrespeitosos. Eles estariam em nossas cabeças de qualquer jeito e temos todos o direito de expressar nossa indignação. A sua agência pode ter anos de mercado, mas ela errou e isso deve sim ser apontado. Seja humilde, reconheça seu erro e que essa história sirva de lição a todos.
Lorena, estamos com você para o que der e vier. LIBERDADE DE EXPRESSÃO:PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DE UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA.

Anônimo disse...

Qual agência fechou? Quais agências se fundiram pra não fecharem????

Anônimo disse...

Target se fundiu com a Gamma pra não fechar. Aleph fechou. Essas são só as que lembro agora.

Anônimo disse...

Na verdade a target não se fundiu com a Gamma. A Marcia fechou a agência e foi pra gamma. Agora ja está novamente na target, apenas como consultoria de marketing.
A Aleph também não fechou. Foi incorporada pela CA, que posteriormente decidiu encerrar as atividades da empresa.

Anônimo disse...

há mais ou menos uns 2 anos, eu li na revista Pará + uma matéria onde dizia que a Target se fundiu com a Gamma. Não sei dizer por qual motivo, mas acredito que não seja por fechamento.
E nem por trabalhos medíocres e nem por falta de clientes, aliás não dá nem pra comparar a Gamma, que é uma excelente agência, com essa C8.

Anônimo disse...

Aos desavisados:

Art. 5º - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

SENDO VEDADO O ANONIMATO.

Antes de exigir qualquer direito acho interessante que as pessoas procurem saber se o tem.

Você utilizar o anonimato pra falar algo inocente e que não prejudica ninguém, é uma coisa. Se utilizar do anonimado para prejudicar e dizer o que quer e o que não quer, é outra.

Anônimo disse...

C8 voces erraram feio, assumam a responsabilidade e paguem pela falta de criatividade. Essa desculpa de trabalho terceirizado não colar, isso só mostra o quanto vocês são desorganizados ha 18 anos. Botar a culpa no blog é no minimo mais um "EXEMPLO" de quanto vocês sao cara de pau e anti-eticos.

A. Carvalho

Anônimo disse...

Desde quando a revista Pará + é fonte de informação? Me poupe. Leia o Chá de Cadeira mas não leia a Pará +.

João Paulo Guimarães disse...

Só eu percebi que o cara que falou da lei lá atrás é anônimo?

Anônimo disse...

É... anônimo condenando anonimato... dá pra entender?

Yléco disse...

O Curso Exemplo já trocou de agência.

Anônimo disse...

Um bom título pra filme: O anônimo que criticou o anonimato - O retorno da chupada. hahahaha